segunda-feira, 28 de julho de 2014

Land Rover Discovery 4 ganha blindagem de fábrica!

LAND ROVER DISCOVERY 4 GANHA BLINDAGEM DE FÁBRICA!


http://carros.ig.com.br/ 

Modelo vem com proteção para suportar disparos de armas de grosso calibre e explosivos.

Para clientes que precisam de muita proteção a Land Rover agora oferece o Discovery 4 Armoured, uma versão do SUV com blindagem instalada de fábrica. Segundo a marca britânica, a proteção desenvolvida junto da especialista em proteção balística Centigon suporta disparos de armas de grosso calibre, como fuzis e metralhadoras, e resiste a explosão de granadas de mão e a detonação de até 15 kg de dinamite (TNT) abaixo do assoalho.

A proteção inclui elementos extras de aço e kevlar, além de pneus especiais e vidros blindados com abertura limitada em apenas 10 cm, para o caso de apresentação de documentos, por exemplo. Todo equipamentos de segurança rendeu ao Discovery mais 500 kg (sem opcionais), totalizando 3.550 kg. Mas isso não contém o ímpeto do carro, cujo motor 5.0 V8 de 375 cv é capaz de levá-lo do 0 aos 100 km/h em 10s6. Já o câmbio é automático sequencial de 6 marchas.

Por dentro, o Discovery 4 Armoured é exatamente igual ao modelo convencional. Visto de fora, as diferenças são os vidros escurecidos e as luzes de emergência (ele também conta com sirene), que vão atrás da grade frontal. Por conta do peso extra, o SUV blindado teve seu sistema de freios a discos nas quatro rodas reforçado, e, como não poderia faltar em um carro da Land Rover, o veículo vem com o sistema de tração integral Terrain Response com diversos ajustes para situações e terrenos específicos.

O preço do Discovery 4 blindado a LR divulga somente sob consulta e o pedido deve ser feito com antecedência. Como os outros modelos da marca, o lançamento possui garantia de três anos ou até 80.000 km.


A Steel Blindagens Garante a sua Blindagem, por até 15 anos, sem limite de quilometragem.

Carro blindado – Vendas aumentam – O número de carros blindados no país bateu recorde pelo quarto ano consecutivo

Carro blindado – Vendas aumentam – O número de carros blindados no país bateu recorde pelo quarto ano consecutivo



Levantamento realizado pela Associação Brasileira de Blindagem (Abrablin) revela que o número decarros blindados no país bateu recorde pelo quarto ano consecutivo. Em 2013, 10.156 veículosreceberam a proteção. O número é 21,13% maior que em 2012, quando 8.384 carros foram blindados. Em 2011 e em 2010 foram blindados, respectivamente, 8.106 e 7.332 carros. A pesquisa contou com a participação de 31 blindadoras associadas à entidade e que representam 70% da produção total de veículos blindados no país.Para o presidente da Abrablin, Laudenir Bracciali, “a sensação de insegurança cada vez maior em todo o país é o fator principal que explica o aumento da procura pelo serviço. Com medo diante da violência urbana, muitos cidadãos, inclusive, substituem o investimento em um modelo de carro mais luxuoso por um modelo um pouco mais simples, mas com a segurança da blindagem”, afirma.Empresários do setor concordam e ressaltam a necessidade de o cidadão buscar alternativas de proteção.

Foto de veículo aguardando a aplicação da blindagem

“A blindagem automotiva cresceu consideravelmente no país porque tem ocupado o buraco na segurança deixado pela falta de ações efetivas de combate à criminalidade por parte do setor público”, afirma Eduardo Cristov, diretor da Steel Blindagens, sediada em São Paulo. “A estabilidade no preço do serviço ao longo dos últimos dez anos também foi mais um fator que impulsionou o setor”, diz o executivo da empresa que blindou cerca de 500 carros em 2013.
No ranking divulgado pelo levantamento com os estados que mais blindaram veículos em 2013, São Paulo lidera, com pouco mais de 63,04%, seguido pelo Rio de Janeiro, com 12,18%. Os outros três estados que compõem o “Top 5” são do Nordeste: Pernambuco (6,37%), Ceará (5,94%) e Bahia (2,84%).
Os quase 10% restantes do universo blindado estão distribuídos por estados de todas as regiões brasileiras: Amazonas, Pará, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Mato Grosso, Espírito Santo, Distrito Federal, Goiás, Rio Grande do Norte, Alagoas e Paraíba.
“Essa distribuição ilustra que a insegurança é um sentimento geral, não mais regionalizado, como acontecia há alguns anos”.

Perfil de quem blinda

A pesquisa da Abrablin, que também traz o perfil do usuário de blindagem, mostra que cresce a participação das mulheres no setor. O sexo masculino predomina com 57% do total de usuários, mas as mulheres aumentaram sua participação. Em 2013, elas representaram 43%. Em 2012, somavam 42,5% do setor e em 2011, 35%.
“Elas estão assumindo cada vez mais o seu papel de destaque no ambiente profissional e corporativo, o que lhes garante condição financeira para investir em segurança por meio da blindagem ou até receber o blindado como benefício pelo cargo que ocupa”.
Por faixa etária, os homens que mais recorreram à blindagem automotiva (23%) foram os que tinham de 30 a 39 anos, mesma faixa e porcentagem percebida no público feminino. Em 2012, a faixa etária masculina foi a mesma, mas, entre as mulheres, a blindagem se concentrava mais na faixa entre 40 e 49 anos.
Do universo total dos usuários, 70% é formado por executivos/empresários; 15% artistas/cantores; 8% juízes; e 7% políticos.




CARRO BLINDADO SALVA A ATRIZ FERNANDA TORRES DE ASSALTO À MÃO ARMADA.

CARRO BLINDADO SALVA FERNANDA TORRES DE ASSALTO À MÃO ARMADA.

uol.com.br 

Atriz afirmou em desabafo que o assalto ocorreu há 1 mês no Rio.

Fernanda Torres relatou em sua coluna na Veja Rio que sofreu um assalto há um mês durante um engarrafamento no bairro de São Conrado, no Rio de Janeiro.

A atriz da Globo estava com o marido e o filho quando o veículo foi abordado por dois homens em uma moto.

"Não estranhei até meu filho berrar para sairmos dali. Sentada no banco do carona, vi dois homens pela janela do motorista. Eles vestiam casaco de malha escuro com capuz que só deixa a boca e o nariz de fora. Nervosos, exigiam os celulares. Na mão direita do garupa haviam um objeto metálico apontado na nossa direção. Era um revólver".

Fernanda Torres afirmou que os ladrões desistiram do assalto após o marido informar, batendo no vidro do carro com os dedos, que ele era blindado: "A lembrança me deu coragem de encarar a pistola, uma automática prateada mirada para mim. Eu me ative ao buraco negro de onde partiria o tiro, o orifício escuro, a morte. Lembrei de uma amiga que sobrevivera a cinco disparos na cara, graças ao reforço extra do carro. Não tive pânico, só um leve temor de que o vidro não resistisse ao confronto".

A atriz continuou o relato do incidente: "Irritado, o motoqueiro chutou o retrovisor e me tirou do estado letárgico. Meti a mão na buzina. Forçamos a passagem pelo meio dos carros, acelerando sem olhar para trás".

E finalizou: "Longe do perigo, fui parabenizada por ter justificado o gasto com a blindagem, feito ao longo da vida. Agradeci a Deus pelo custoso seguro. Não me orgulho, mas não me arrependo. Hoje, talvez, eu não estivesse aqui para contar a história".

A Steel Blindagem parcela em até 10X sem juros a blindagem do seu veículo, vale apena !!!

quarta-feira, 16 de julho de 2014

A REPÓRTER VANESSA HADI É BALEADA EM TENTATIVA DE ASSALTO NO MORUMBI

A REPÓRTER VANESSA HADI É BALEADA EM TENTATIVA DE ASSALTO NO MORUMBI

R7.com 

Vítima é ex-modelo e trabalha com o apresentador Otávio Mesquita; ela passou por cirurgia.

A repórter e ex-modelo Vanessa Hadi foi baleada em uma tentativa de assalto, no fim da noite de terça-feira (15), no Morumbi, bairro nobre da zona sul de São Paulo. Ela chegava em casa em um carro blindado quando foi abordada por quatro homens armados. Um policial que estava de folga passava pelo local e trocou tiros com os bandidos. O apresentador Otávio Mesquita, com quem Vanessa trabalha no SBT, disse que ela foi atingida no pé durante o tiroteio. 

— Foi um tiroteio terrível e ela acabou tomando esse tiro no pé. E ela teve essa sensibilidade de se abaixar na hora e mesmo assim tomou esse tiro. Ela passou por cirurgia durante a madrugada em um hospital da zona sul de São Paulo. 

Vanessa chegava de carro em casa. Antes de entrar na garagem, quatro bandidos se aproximaram e começaram a atirar contra o veículo. 


Um policial de folga que passava pela rua disparou contra os assaltantes. (Vanessa conseguiu sair do carro) já dentro da garagem, mas foi atingida no pé. Um dos suspeitos acabou baleado perto da casa. A arma usada por ele ficou caída no asfalto. O suspeito foi levado para o hospital e morreu. 

A polícia cercou o veículo a 1 km da casa da repórter e houve uma nova troca de tiros. Outro suspeito foi baleado e levado para o hospital. Ele permanece internado no Hospital do Campo Limpo. Os outros dois assaltantes escaparam depois de roubar um outro carro.

Vanessa Hadi trabalha há dois meses com Otávio Mesquita. Durante a madrugada, o apresentador esteve no hospital e se disse indignado com crime. 

— Eu já fui assaltado diversas vezes. Eu já tomei tiros. Felizmente meu carro era blindado, mas não é todo mundo que tem condições de ter um carro blindado. Eu fico imaginando o que a população passa. 

"NUNCA SAIA DO VEÍCULO BLINDADO" EM CASO DE UM ATAQUE COM ARMA DE FOGO, PROCURE SE EVADIR RAPIDAMENTE DO LOCAL, PRESERVANDO A SUA VIDA. 

segunda-feira, 7 de julho de 2014

A Steel Blindagens tem condições super especiais para você Blindar seu carro, confira !!!

A Steel Blindagens tem condições super especiais para você Blindar seu carro, confira !!!



Como devo proceder com a documentação do veículo blindado?

Como devo proceder com a documentação do veículo blindado?

De acordo com o DECRETO LEI Nº. 3665 - PORTARIA 013 (NORBLIND) a RESOLUÇÃO CONTRAN nº. 334 06/2011 - REF: CONTRAN Nº 292/2008, DELIBERAÇÃO Nº 75 DE 29/12/2008 e o Decreto Nº 59.218/2013 (POLÍCIA CIVIL - SP)
O Exército Brasileiro por intermédio de seu Departamento Logístico aprovou a Portaria Dlog. nº. 013 de 19/08 que resa sobre as normas reguladoras dos procedimentos para blindagem e demais atividades relacionadas com veículos blindados (NORBLIND) e a resolução do CONTRAN de nºs 292/2008, 334 de 06/2011, dirigido para todos os DETRAN’s.
Essas normas têm por finalidade regulamentar a blindagem de veículos de passeio, com a obtenção do Registro e a inserção da observação de “veículo blindado no C.R.L.V.”, o qual é obrigatório por lei e o registro no Departamento de Produtos Controlados da Polícia Civil e a não regularização desse procedimento, implicará na apreensão do veículo.
Entenda os documentos obrigatórios das blindadoras: Não basta que a empresa blindadora tenha o CR (Certificado de Registro) no Exército, sem o qual a blindadora não pode atuar no segmento. A empresa precisa ter Alvará da Polícia civil o D.P.C. e uma autorização específica do Exército, para cada veículo a ser blindado. Esse requerimento deve ser feito em formulário próprio e enviado à Região Militar (R.M.) em que a blindadora está registrada. Esse procedimento visa evitar que carros blindados sejam utilizados por pessoas não idôneas.
Para blindar um carro, é necessário apresentar RG, CPF, comprovante de residência, certidões negativas tiradas nos fóruns criminais da Justiça Federal, Estadual e Militar dos últimos cinco anos. Se o carro for de empresa, também será preciso apresentar CNPJ e Certidão de antecedentes dos distribuidores da Justiça Federal, Estadual e Militar de cada um dos sócios administradores ou gerentes, das Comarcas onde tenham sido domiciliados nos últimos cinco anos.
A Região Militar autoriza a blindagem do veículo e faz seu cadastramento no sistema de controle do Exército. O DFPC (Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados) então repassa os dados cadastrais aos Denatran’s (Departamento Nacional de Trânsito), em Brasília, que faz o registro junto aos órgãos estaduais de trânsito. São exigidos, uma cópia do Termo de Responsabilidade da blindadora, com requerimento do proprietário, mais cópias da autorização de blindagem e do certificado de licenciamento, que serão enviadas à Região Militar, que emitirá uma autorização com todos os dados do veículo e do proprietário, depois, de acordo com a legislação de transito o documento do veículo, deverá ser vistoriado pelo INMETRO e a sua documentação (CLRV) retificado, constando no corpo desse documento do veículo a observação de veículo blindado ou “Modificado Blindagem”, depois disso, será obrigatório fazer o registro do veículo, no Departamento de Produtos Controlados da Polícia Civil e assim, você estará utilizando um veículo blindado legalizado, conforme as leis vigentes.
Veja a lista de documentos exigidos para regularização:
Pessoa Física:
  • Cópia autenticada do Certificado de Registro de Licenciamento do Veículo (CRLV), (DUT).
  • Cópia simples do RG e CPF.
  • Cópia simples do comprovante de residência ATUALIZADO (necessário apresentar conta de consumo, sendo: água, luz, telefone, TV a cabo ou gás, do mês vigente)
·    Cópia autenticada do Termo de Responsabilidade da Blindadora.
·    Cópia da Nota Fiscal da Blindagem, ou cópia do alvará da Blindadora.
·    Cópia da Declaração de Blindagem do Exército Brasileiro para blindagem de veículo de passeio
·    Prova de ocupação lícita remunerada e habitual (ex. comprovante de vinculo empregatício, se sócio de empresa contrato social, autônomos apresentar carteira funcional, tais como OAB, CRM, CREA, CRC, etc., com a cópia da taxa de anuidade paga).
·    Procuração,(modelo a ser confeccionada por nós posteriormente, com firma reconhecida por autenticidade).
·    Requerimento padronizado (modelo a ser confeccionado, preenchido e reconhecido firma por autenticidade).
·    Declaração de responsabilidade (modelo a ser confeccionado, preenchido e reconhecido firma por autenticidade).
Pessoa Jurídica:
  • Cópia autenticada do Certificado de Registro de Licenciamento do Veículo (CRLV)  em nome da empresa.
·    Cópia simples do R.G. do responsável pela empresa.
·    Cópia simples do CPF do responsável pela empresa.
·    Cópia simples do cartão do CNPJ.
·    Cópia do comprovante de inscrição Estadual – DECA (atual CADESP);
·    Cópia simples do Contrato Social.
·    Cópia da procuração, quando for o caso.
·    Cópia simples do comprovante de endereço da empresa, dos sócios, ou procurador, se for o caso; ATUALIZADOS (necessário apresentar conta de consumo, sendo: água, luz, telefone, TV a cabo ou gás, do mês vigente)
·    Cópia autenticada do Termo de Responsabilidade da Blindadora;
·    Cópia da Nota Fiscal da Blindagem, ou cópia do alvará da Blindadora.
·    Cópia da Declaração de Blindagem do Exército Brasileiro para blindagem de veículo de passeio
·    Procuração com firma reconhecida, por autenticidade.
·    Requerimento padronizado (modelo a ser confeccionado, preenchido e reconhecido firma por autenticidade).
·    Declaração de responsabilidade (modelo a ser confeccionado, preenchido e reconhecido firma por autenticidade).
·    Para os dois casos, será necessário enviar o C.R.V. original do veículo, para retificação.
  • A documentação relacionada corresponde ao procedimento administrativo de regularização de veículo blindado junto a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo - SP.
  • Nos casos em que o veículo foi licenciado em outro Estado, a referida regularização deverá ser efetuada junto ao órgão do Estado de origem do veículo e, para tanto, as exigências, valores, prazo e tempo de execução irão modificar conforme cada Estado, necessitando de uma consulta prévia junto ao órgão.
  • Lembramos ainda, da necessidade de retirar atestado de antecedentes criminais junto ao Instituto de Identificação Ricardo Gumbleton Daunt – I.I.R.G.D, desta forma, necessitamos que o documento de identidade (RG) seja de um brasileiro com o documento expedido em São Paulo. Vale lembrar que tratando-se de estrangeiro (RNE), bem como documento de outro Estado, a solicitação e retirada da referida certidão far-se-á somente ao titular do documento.
No caso de a blindagem não ser feita pela Steel Blindagens, será necessário encaminhar uma procuração a favor do nosso despachante.
Não havendo documentação da blindadora por perda, deverá ser feito um laudo por uma empresa de blindagem especializada.


segunda-feira, 30 de junho de 2014

BLINDAGEM DE CARRO SALVA APRESENTADORA ASTRID FONTENELLE EM TENTATIVA DE ASSALTO!

BLINDAGEM DE CARRO SALVA APRESENTADORA ASTRID FONTENELLE EM TENTATIVA DE ASSALTO!


R7.com 

Blindagem de carro salva apresentadora Astrid Fontenelle em tentativa de assalto.

Astrid Fontenelle foi abordada por dois homens em uma tentativa de assalto na zona sul de São Paulo. Um dos criminosos disparou sete vezes contra o carro da apresentadora que saiu ilesa.


A jornalista e apresentadora Astrid Fontenelle, que atualmente participa do programa Saia Justa, no canal GNT, foi vítima de uma tentativa de assalto por volta das 10h de quinta-feira (26), no Morumbi, zona sul da capital paulista. Os criminosos chegaram a atirar no carro que ela dirigia.

O veículo é blindado e Astrid conseguiu fugir. Ela foi abordada na rua Deputado Laerte Corte, uma das vias que dá acesso à favela de Paraisópolis.

O caso foi registrado no 89º Distrito Policial (Portal do Morumbi). O carro passara por perícia. O delegado responsável pelas investigações ainda não forneceu detalhes de como aconteceu a tentativa de roubo e se algum suspeito já foi identificado.

Os assaltos são comuns na região em que a apresentadora foi abordada. Na maioria das vezes, motoristas são os alvos dos criminosos. Porém, em maio, a reportagem apurou que até os pedestres estão sendo vítimas de roubos a mão armada no entorno de Paraisópolis.

Em fevereiro, um policial que estava de carro foi morto com um tiro na cabeça na frente da família em uma tentativa de assalto. O local do crime é o conhecido “Ladeirão do Morumbi”, que teve o sentido de tráfego alterado como medida para tentar acabar com os roubos após o episódio.

Veja o vídeo - http://noticias.r7.com/fala-brasil/videos/blindagem-de-carro-salva-apresentadora-astrid-fontenelle-em-tentativa-de-assalto-28062014

sábado, 21 de junho de 2014

O Porto Seguro Auto, em parceria com a Steel Blindagens!

O Porto Seguro Auto, em parceria com a Steel Blindagens, oferece 12% de desconto* na blindagem e na manutenção da blindagem de veículos.

Porto Seguro - Seguros - Auto - Garanta mais segurança para você e seu veículo
  O Porto Seguro Auto, em parceria com a Steel Blindagens, oferece 12% de desconto* na blindagem e na manutenção da blindagem de veículos. 
   E você ainda tem mais benefícios:  
  
Check-up grátis da blindagem do veículo;
Honorário gratuito para regularização da documentação de
veículos blindados;
Pagamento em até 6x sem juros no Cartão de Crédito
Porto Seguro Visa.
  
 
Ofereça essa proteção para você e sua família.
 
  Steel Blindagens
Rua Tiquara, 39 – Tatuapé – São Paulo – SP
3807-6494
www.steelblindagens.com.br
  
  Para usufruir do desconto, basta apresentar seu cartão do segurado.
Para mais informações sobre os benefícios do seu seguro, consulte seu corretor
ou acesse o site.
 
 
Redes SociaisPortal do ClienteAplicativos
Mobile
Canais de AtendimentoFuja do Trânsito
 
Que tal colaborar com o meio ambiente de uma forma bem simples?
A Porto Seguro ajuda você a reciclar. Acesse: www.portoseguro.com.br/reciclagem
 * Desconto sobre a tabela vigente da Steel Blindagens.    

sexta-feira, 13 de junho de 2014

Tecnologia (QR Code) está presente até na Blindagem de veículos!

Tecnologia (QR Code) está presente até na Blindagem de veículos!

A Empresa de blindagem de veículos em São Paulo a Steel Blindagens, passa a utilizar a tecnologia bidimensional de identificação por (QR Code) para todas as peças das blindagens instaladas nos veículos de seus clientes.

A empresa passou a utilizar em Março de 2014, o QR Code para interagir com seus clientes, oferecendo informações adicionais dos produtos e serviços que oferece aos seus clientes.

Essas informações, no caso da Blindagem, vem na forma de QR Code, instalados em mais de vinte posições estratégicas e contem as datas de instalação da blindagem, dados das proteções e peças instaladas, como marca, espessuras, fornecedores e os dados das certificações e autorizações do Exército, para todos os materiais aplicados.

Esse tipo de identificação, facilita e muito, no caso de veículos que a empresa recebe para fazer manutenções, pois na maioria das vezes, fica muito difícil identificar os materiais aplicados e não vem nenhuma informação dos mesmos nos  veículos.

Para o Diretor da empresa, ao disponibilizar aos seus clientes as informações sobre a origem dos produtos aplicados na blindagem, a Steel ganha mais transparência e credibilidade. "Como num passe de mágica, pelo celular, o cliente consegue saber o histórico daquilo que foi instalado no seu carro. O QR Code é aplicado em cada uma das peças de blindagem é a prova do compromisso com a segurança dos consumidores", afirma.


terça-feira, 3 de junho de 2014

Como comprar um veículo blindado usado?

Como comprar um veículo blindado usado?

O Brasil tem hoje a uma das maiores frotas de carros blindados do mundo. Diante da popularização da blindagem e da quantidade de veículos nas ruas, acaba se tornando mais fácil encontrar modelos usados/seminovos para a venda.
Mas quem tem a intenção de comprar um veículo nessas condições, deve ficar atento a alguns possíveis desgastes e problemas que o veículo possa ter, mas para que o negócio não vire sinônimo de prejuízo. Na maioria dos casos, o comprador não tem a mínima ideia do que está "por baixo dos acabamentos" do veículo e nem o quanto irá gastar em manutenção, documentação, etc. Essa situação é complicada quando optar pela compra de um veículo usado, pois você não terá a possibilidade de escolher e nem ver os materiais aplicados e ter que acabar confiando no vendedor, mas para isso, antes da compra você deverá solicitar primeiro que:
O veículo tenha a documentação da blindadora que fez a blindagem, que a documentação de porte obrigatório do veículo já esteja totalmente regularizada, conforme as leis vigentes (Onde deverá constar a observação de “modificado Blindagem” no CRLV), pois sem essa documentação, as seguradoras não fazem o seguro e também o veículo poderá ser apreendido em uma blitz policial e para regularizar depois fica muito caro e trabalhoso. No estado de São Paulo, foi assinado um decreto em Outubro de 2013, que obriga a todos os proprietários de veículos blindados, a fazer o seu registro na Polícia Civil, no Departamento de Produtos Controlados,  onde a partir de agora, você deverá exigir do vendedor, a declaração do Exército original, ou cópia autenticada e a nota fiscal da blindagem original, ou cópia, pois sem esses documentos, o IPVA será bloqueado e você não vai conseguir licenciar o seu veículo blindado e também pode rá ser apreendido em fiscalizações.
E segundo: Peça para o vendedor, que seja realizado um laudo técnico ou check-up dessa blindagem que já existe no veículo, por uma empresa especializada e só assim você saberá se estará realmente protegido. (A Steel Blindagens oferece esse check-up, sem custo), pois serão verificadas as partes internas, onde você não vê.
Procure comprar um modelo com câmbio automático, que não traz o risco de o carro morrer em uma fuga. Os vidros elétricos têm de ser testados cuidadosamente, pois como os vidros são mais pesados, eles podem ter parado ou não funcionar corretamente. Veja nas películas dos vidros, se tem algum descascado, manchas, bolhas ou trincas e as travas das portas e tampa, devem funcionar perfeitamente. A suspensão de um carro blindado sempre sofre mais que a de um carro normal, pois a blindagem chega a pesar 230 quilos. Veja se tanto os amortecedores e molas quanto o sistema de freios se estão bem. Uma pessoa que anda de carro blindado quer os vidros fechados o tempo todo. Então o ar-condicionado também tem que estar funcionando corretamente e limpo.
Peça para verificar se o carro blindado tem as chamadas “cintas” de aço ou de borracha, que vão dentro dos pneus, para poder rodar mesmo com eles furados, no caso de um ataque. Veja se o carro tem uma tira de aço que fica no vão entre as portas e os batentes ou nos quadros das portas. Essa tira é chamada de "Overlap ou frame", muito importante na proteção balística. Como o carro é todo desmontado para a blindagem, pode haver peças de acabamento soltas. Um test-drive pode denunciar ruídos de peças mal colocadas. Confira se as borrachas de vedação estão perfeitas, para evitar futuras infiltrações.
Observe os vidros; eles não podem apresentar bolhas distorções ou trincas - o que reduz a capacidade de absorção aos tiros. Verifique o estado dos amortecedores e freios, pois devido ao peso excessivo do carro após a blindagem, esses itens sofrem maior desgaste.
Confira o nível de proteção da blindagem, o nível 3A é o mais comum no Brasil, sendo seguro para armas de mão até o Magnum 44. As cintas internas dos pneus devem estar em perfeito estado, garantindo assim a rodagem, caso os pneus fiquem vazios.
Olhe com cuidado os vidros elétricos: o peso extra pode prejudicar a abertura e fechamento, veja se sobem com facilidade e se a abertura não é parcial, pois irá criar dificuldades em pedágios e outras cancelas.
Porta raspando no assoalho ou colunas é sinal de desalinhamento.
Verifique se frisos, borrachas e vidros estão alinhados.
Ao fazer o test-drive, cheque se o carro pende para os lados, se o volante trepida ou se há algum ruído suspeito.
Por fim..., com tudo isso, você já poderá comprar um veículo blindado usado, mas na dúvida, leve o carro para a Steel Blindagens, que verificamos todos esses itens para você, sem custo.


sexta-feira, 2 de maio de 2014

No que consiste a blindagem de um veículo?

No que consiste a blindagem de um veículo?

Resumidamente, em proteger o automóvel nas grandes extensões opacas, transparentes e cuidar para que haja proteção das interseções, com proteção de "Overlap's" que garantam que nenhum disparo vá atingir os ocupantes do habitáculo. Na parte opaca, as proteções são feitas por painéis balísticos (que tem como nomes comerciais Kevlar da Dupont, ou o Twaron da Teijin ou até mesmo como “mantas”), que são os mais comuns e que tem maior durabilidade, se forem totalmente vulcanizados, tornando-os a prova d'agua.  Nas colunas internas e "Overlap's" são de aço 304L de 3,0mm. Nas transparentes são os vidros, que por sua vez é um composto de polímeros, policarbonato e vidros, que variam de espessuras, de acordo com seus níveis de proteção, mas cuidado ao escolher os vidros, pois existem vários tipos e composições, que nem sempre será o melhor para o seu veículo e poderá ter um peso excessivo, causando problemas de desgastes de manutenção e consumo de combustível exagerados.
Fala-se muito em "Overlap’s" como sendo apenas no espaço entre portas e carroceria, mas é muito mais do que isso. Ele se refere a qualquer sobreposição, qualquer emenda, seja nos vidros das portas, nos fixos, no teto ou mesmo por dentro, entre as proteções dos painéis balísticos.
O aço que é aplicado deve também ser de uma especificação técnica, como o 304L de 3,0mm forjado a frio, que tem uma alta concentração de CrNi, aceitando ser soldado na carroceria, proporcionando uma maior elasticidade, revestidos com E.V.A. e que devem ser aplicados somente com buchas  "Rivkle". (buchas especiais antioxidantes),   fixadas no gabarito do veículo, com rosca interna para fixação de parafusos de aço,  sem deixá-los em contato com a lataria, evitando assim, rangidos e o espanamento precoce das fixações.


sábado, 26 de abril de 2014

Steel Blindagens, especializada em Blindagem de veículos.

Steel Blindagens Especiais®, com de mais de 15 anos de know-how no segmento é uma empresa do Grupo econômico “STEEL GROUP” e está devidamente autorizada pelo Ministério da Defesa, Exército Brasileiro 2ª RM/SFPC2 e pela Polícia Civil, divisão de produtos controlados o D.P.C. a desenvolver e aplicar blindagens para veículos civis novos e seminovos, e também é uma empresa associada a (Abrablin / ABNT) e Certificada pelo ISO 9001:2008 através da ABNT.
Trabalhamos sério seguindo condutas éticas, pois somos referência em segurança e qualidade no setor e por isso, utilizamos somente materiais de primeira linha e alta qualidade, de fornecedores aprovados pelo exército e reconhecidos internacionalmente, com certificações de fabricação (RETEX) (TR) e também testados nos melhores laboratórios balísticos do mundo como; HPWhite / C Pr M / ITS / U.S DoT / BESCHUSSÄMTER.
Trabalhamos com mão de obra especializada e com fornecedores que cumprem rigorosamente as mesmas normas éticas, profissionais e legais que as nossas.


segunda-feira, 24 de março de 2014

Saiba como é feita a manutenção de um veículo blindado !

Essa matéria da TV Globo, no Programa Auto Esporte, foi gravada na Steel Blindagens Especiais Tatuapé e falou sobre a importância em se fazer as revisões periódicas, em veículos blindados.


segunda-feira, 17 de março de 2014

Qual é a garantia que as blindadoras geralmente dão à blindagem e aos vidros?

Qual é a garantia que as blindadoras geralmente dão à blindagem e aos vidros?

A garantia padrão é de três anos. Em alguns casos, como o da Steel Blindagens, essa garantia é de 15 ( Quinze anos ), sem limites de KM. No momento em que o carro é entregue, o cliente recebe da blindadora toda a documentação legal, além de um manual, que é uma espécie de livrete de revisão e garantia, que traz desde informações técnicas da blindagem, até instruções para a utilização do veículo blindado, peça esse manual, para saber exatamente quando fazer as revisões e os prazos de garantia.


Auto Esporte da TV Globo, Faz gravação na Steel Blindagens, sobre revisão e manutenção em veículos blindados !

Essa matéria, gravada na Steel Blindagens Especiais Tatuapé vai abordar a necessidade de se fazer revisões periódicas em veículos blindados e também sobre a grande procura, por veículos blindados com preços acessíveis, depois que veicular no programa Auto esporte da Rede Globo, vamos postar ! 










sexta-feira, 7 de março de 2014

Brasil supera o Oriente Médio e é o país com a maior frota de carros blindados do mundo!

Brasil supera o Oriente Médio e é o país com a maior frota de carros blindados do mundo!


O Brasil é o mercado com maior número de blindados, possui frota de 120 mil carros, ultrapassando o Oriente Médio e não para de crescer a cada dia.


Em 2003 eram 22.000 e em 2014 já são 120.000 blindados.

Às vésperas de sediar, pela segunda vez na história, uma Copa do Mundo de futebol, o Brasil traz para casa outro título (dessa vez um do qual, infelizmente, não devemos nos orgulhar porque traz consigo, paralelamente, os números da violência e do medo…) recebido na virada do ano de 2013 para o de 2014: o de país com a maior frota de veículos blindados de todo o mundo, superando inclusive o Oriente Médio.
Estima-se que o número fique ao redor da casa de 120 mil unidades que fizeram uso do serviço. Se comparado ao ano de 2003, o país não dispunha de uma frota maior do que 22 mil veículos blindados. Entenda que, comparativamente, tivemos um estrondoso salto de 445% em um período de dez anos.
E ninguém melhor para fornecer esses números do que a Abrablin (Associação Brasileira de Blindagem), que foi a responsável em divulga-los recentemente.
Em média, a blindagem mais comum no país, que é a de nível III-A e que suporta munições de pistolas, revólveres e submetralhadoras, custa, em média R$ 40 mil. Já a blindagem de nível I, com um valor de R$ 30 mil de instalação, aproximadamente, é responsável por apenas 10% do mercado (uma vez que a blindagem de nível III-A responde aos outros 90%) e é recomendada para resistir às investidas de calibres .22, .32 e .38.
Atualmente, a blindagem mais resistente balística disponível no mercado é a III. Mas, no caso dela, é preciso uma permissão concedida somente pelo Exército para uso, podendo este grau de blindagem oferecer proteção até mesmo contra tiros de fuzis AK-47, FAL e AR-15, mas para isso, no entanto, o usuário precisa de permissão do Exército.  

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Quais os procedimentos de segurança que devo tomar quando estiver no meu carro Blindado?

Quais os procedimentos de segurança que devo tomar quando estiver no meu carro Blindado?

A grande maioria dos assaltos a veículos ocorrem quando seu proprietário está entrando ou saindo do veículo, ou chegando e saindo de casa. Por isso antes de fazer estes procedimentos, verifique a movimentação de pessoas ao seu redor. Após entrar no veículo, acione imediatamente as travas das portas.
Em caso de uma abordagem com a tentativa de agressão armada: Mantenha a calma e saia do local o mais rápido possível, com segurança. A blindagem do seu veículo permite que você mesmo, sendo alvejado, consiga sair da situação de risco.
ATENÇÃO: Não tente reagir, lembre-se que o agressor tem a vantagem do fator surpresa e estará disposto a tudo para atingir seu objetivo.



Steel Blindagem marca presença no Programa Show e Roda !

Acompanhem as matéria interessantes da Steel Blindagens, no Programa Show e Roda !!!




terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Dos vários níveis de blindagem que existe, qual é o recomendado para mim?

Dos vários níveis de blindagem que existe, qual é o recomendado para mim?

O nível mais utilizado no mercado é o nível 3A. É o que suporta em geral todos os disparos efetuados por armas de mão, ou seja, dificilmente será necessário mais do que isso em uma situação normal de violência urbana. Há outros níveis menores, mas a relação custo-benefício não compensa. O nível 2A, por exemplo, até oferece uma segurança satisfatória, mas a diferença de preço é muito pequena e o veículo perde muito mais depois, no valor de revenda. Os níveis mais baixos são arriscados em caso de ataque intensivo, com tiros muito próximos um do outro. A economia que se faz não vale o risco.


sábado, 15 de fevereiro de 2014

Quanto pesa uma blindagem? É verdade que faz muita diferença no desempenho do carro?

Quanto pesa uma blindagem? É verdade que faz muita diferença no desempenho do carro?

Uma blindagem pesa em torno de 200 kg, mas para ter certeza do peso, peça sempre às especificações técnicas dos materiais aplicados e suas quantidades, pois com isso você terá a certeza do peso. Dependendo da motorização do veículo, o peso excessivo faz muita diferença no consumo e desgaste das partes mecânicas, gerando um índice maior de manutenção. Hoje existem materiais mais leves no mercado, que proporcionam menos desgaste nas partes mecânicas e menor consumo de combustível.


Jeep Grand Cherokee 2014 chega ao Brasil como SUV para ser blindado.

Jeep Grand Cherokee 2014 chega ao Brasil como SUV para ser blindado.




Já protegida pelo "guarda-chuva" da Fiat, a Chrysler do Brasil apresentou a renovação de seu carro-chefe no país, o Grand Cherokee agora em modelo 2014. Com mudanças de estilo, conforto e tecnologia, o SUV chega primeiramente na configuração com motor V6 a gasolina, apenas, em versões de R$ 185.900 (Laredo) e R$ 214.900 (Limited), em preços de janeiro de 2014, sempre com câmbio automático de oito marchas da alemã ZF. A configuração a diesel chega apenas em março.
Chama atenção  para o Brasil, porém, a eliminação do teto solar de todos os pacotes. A explicação dada pelos executivos da marca para o detalhe mostra bem o perfil do consumidor do SUV grandalhão: maior que o anterior, com duas lâminas de vidro, o novo teto inviabilizaria a segurança da blindagem, "exigência de quase todo comprador do Grand Cherokee".
Segundo a assessora da Chrysler, a blindagem preferida é a nível 3A. Com ela, o gigante de mais de 2,1 toneladas de peso ganha 200 quilos extras. A empresa informou que não costuma indicar blindadoras, mas aponta que as concessionárias costumam ter empresas parceiras.

QUEM NÃO TEM TETO DE VIDRO...

  • Acima o novo Grand Cherokee americano, com seu teto solar panorâmico...

    ... que foi retirado do modelo brasileiro (abaixo) por conta da preferência local por blindagem.
  • Wander Malagrine/Divulgação

COMO É O 2014
O primeiro contato de UOL Carros com o novo Grand Cherokee aconteceu há quase um ano, em março de 2013, durante evento da Chrysler em Detroit (EUA). Em território americano, ouvimos de engravatados e engenheiros que a mão -- e o dinheiro -- da Fiat permitiram à gigante americana voltar a modernizar seus produtos, que ainda estavam "presos" ao padrão dos tempos da parceria com a Daimler (controladora da Mercedes-Benz). Por assim dizer, o Grand Cherokee anterior foi lançado em 2011, mas ainda tinha característica de modelo dos anos 1990, como por exemplo o painel de instrumentos.
Para colocar o Grand Cherokee no século 21, foi preciso modificar visual -- que ficou mais arrojado, atual e até esportivo -- e no conforto interno, apostando em tecnologia. Tudo para brigar em boas condições com europeus de Audi, BMW, Mercedes e até Volkswagen e com os sul-coreanos de Hyundai e Kia.
Sumiram as grandes áreas cromadas na grade dianteira e na tampa do porta-malas. LEDs dominam faróis e lanternas, finalmente. Na cabine, o painel de instrumentos (típico ainda do final dos anos 1990) foi substituído por uma tela de tamanho de tablete (sete polegadas), que tem imagens fixas para velocímetro, conta-giros e outras quatro funções, mas que também pode exibir informações condicionais de direção, do navegador por GPS (Garmin, totalmente em português do Brasil com mapas em 3D) e até do modo como o sistema 4x4 está atuando durante o off-road. No centro do painel, há outra tela enorme sensível ao toque, de cinco ou 8,4 polegadas, para o sistema multimídia (rádio, mídia, telefonia por Bluetooth e ajustes do carro e do ar-condicionado).
É impossível ignorar a influência dos modelos da Range Rover neste painel. Ou na nova transmissão automática de oito marchas, também usada pelos inglesas, apesar de ser alemã (da marca ZF) -- ela é percebida pela alavanca idêntica àquela do sedã de luxo Audi A8 e pelo modo Eco de condução, com marcha lenta e trocas em rotações mais baixas, além de mudanças manuais por borboletas no volante.
Mas finalmente pode-se dizer que o Jeep se igualou ao pares, quando o assunto é conforto.
Há ainda novidades como a maior altura para o solo, o uso de rodas de alumínio de 18 (Laredo) ou 20 polegadas (Limited), dupla saída de escapes cromadas, tampa do porta-malas com subida e descida automáticas comandadas por um botão, retrovisores externos com repetidores de seta e luz de cortesia apontada para o solo (Limited).
  • Wander Malagrine/Divulgação
    Atravessar riacho? Comprador padrão do Grand Cherokee no Brasil vai é encarar enchente.
MELHOR NA LAMA
A Chrysler insistiu em ressaltar que houve um acerto do sistema fora-de-estrada, que ficou 14% mais eficiente em subidas. Mas UOL Carros arrisca dizer que nem 1%dos compradores perceberá a alteração, uma vez que por aqui o uso seguirá predominantemente urbano.
Pena. O Grand Cherokee se porta muito melhor com o controle de marcha reduzida acionado: o pedal fica esperto, a aceleração, mais equilibrada e a dinâmica, menos latente. No asfalto, o motor Pentastar V6 de 3,6 litros a gasolina acaba não dando conta de embalar corretamente o SUV, apesar de seus 286 cavalos de potência e torque de 35,38 kgfm.
Tanto é assim, que a versão CRD (a diesel) deve seguir dominando as vendas quando retornar à cena, em março -- espera-se 50% para o Grand Cherokee diesel, 30% para o Limited a gasolina e 20% para o Laredo a gasolina. O consumo de gasolina, porém, foi bom: o computador de bordo indicou 10 km/l no trecho rodoviário, 7,5 km/l no urbano e cerca de 5 km/l no off-road, após 120 km do teste.
Ampliar

Como era o Grand Cherokee16 fotos

3 / 16
Preço de R$ 219.900 fica exatos R$ 40.000 acima da versão equipada com motor V6 a gasolina Leia mais Divulgação